Login  Recuperar
Password
  19 de Abril de 2021
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Nazaré
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

A Nazaré tem a água, tratamento de esgotos e lixo mais caros do Distrito

A DECO realizou mais um estudo sobre consumo em Portugal, desta vez dedicado aos serviços básicos ao consumidor.

25-02-2021 | JL

De acordo com a Defesa do Consumidor, Portugal continua com métodos de cobrança de água, saneamento e resíduos muito diferentes e disparidades de preço pronunciadas entre municípios. E, quando o consumo mensal aumenta, os preços disparam em muitas autarquias, como acontece na Nazaré que, no distrito de Leiria, apresenta os valores mais elevados por estes serviços.

Em oposição, a Batalha é o concelho do distrito onde a fatura da água, tratamento de esgotos e lixo é a mais barata.

Para um consumo médio de 120 metros cúbicos anuais de água, um consumidor da Nazaré paga 148,6€, e 213,09€ num consumo médio de 180 metros cúbicos, “resultantes de um aumento do consumo de 5 metros cúbicos por mês”, refere a DECO.

Os três serviços juntos custam, em média, 380 euro para um consumo de 120 metros cúbicos e 525,06€ para um consumo de 180 metros cúbicos, ou seja, mais 145 euros anuais comparado ao escalão anterior.

Pelas contas da DECO, o gasto médio anual de uma família residente no concelho da Nazaré é o dobro da fatura paga por um agregado que viva nos concelhos da Batalha ou na Marinha Grande.

Os Alcobacense pagam cerca 353,84 euros. Já os marinhenses com o mesmo consumo desembolsam 187,49 euros, e os Portomosenses 246 euros.

Nas Caldas da Rainha os mesmos serviços custam 301 euros anuais, em Leiria 328 euros, em Peniche 369,21 euros e no Bombarral de 226,6 euros.

De acordo com a defesa do consumidor, responsável pelo estudo, “tal como em anos anteriores, de norte a sul, as tarifas de abastecimento de água continuam mais elevadas nos municípios que realizaram contratos de concessão com entidades gestoras”.

O abastecimento é a parcela mais elevada da fatura da água em 84% dos municípios. A transição para um gasto superior é, nalgumas zonas, bastante penalizadora. Poupar água é fundamental para evitar chegar a valores elevados no final do ano, refere a DECO.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar

      Foz do Arelho - Aluger Apartamento T1, completamente equipado, perto da paia.
      Casa de Férias - Nazaré Casa T2, a 50m da praia, para férias no mês de Agosto.
      Albifeira - TimeShare Apartamento com vista para o mar em regime de timeshare.
      CLASSIFICADOS XTUDO.PT
      Turismo de Coruche

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]