Login  Recuperar
Password
  5 de Dezembro de 2021
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Jornalista e fotógrafo Nazareno Rui Caria expõe “Mulheres da Terra” na galeria da Leica, no Porto

Lisandra, Beatriz, Virgínia, Verónica, Denise, Nélia, Isilda e Urselina, são os nomes de oito mulheres açorianas, com idades entre os 21 e os 80 anos, que se dedicam à agricultura. Algumas trabalham a tempo inteiro nas terras, cuidando dos animais, outras têm outras profissões, mas ajudam a família nesta dura actividade diária que é uma das principais fontes de rendimento de tantas famílias da Ilha Terceira. O seu dia a dia foi acompanhado por Rui Caria e está, agora, em exposição na galeria da Leica até 30 de outubro.

15-10-2021 | JL

Este é o trabalho que se mistura com o quotidiano da vida. Cuidar dos animais todos os dias do ano define outro paradigma de trabalho; aquele que é mesmo diário, que não permite férias ou dias de folga.
Em dias de sol, de chuva, com frio ou calor, estas mulheres vão para o campo ordenhar as vacas e tratar dos pastos. Saem todos os dias antes do amanhecer e recolhem-se antes que a noite caia. Existe, neste trabalho, uma certa privação de normalidade como a conhecemos. Poderíamos imaginar trabalharmos todos os dias, toda a vida, sem um dia de folga, um fim de semana, ou sem podermos viajar? Para estas mulheres, adoecer significa terem de contratar alguém que cuide dos animais temporariamente. Mas nem sempre é fácil encontrar pessoas disponíveis para esta dura tarefa.
Num trabalho predominantemente, realizado por homens, estas mulheres são como um raio de sol no inverno. Mostram a força de se ser mulher, sem limitações ou preconceitos. E mesmo quando algumas dizem ir apenas “ajudar os maridos”, percebe-se, ao vê-las trabalhar, que elas não ajudam; elas fazem o que é preciso ser feito.
Esta mostra fotográfica é uma menção a todas as mulheres que escolhem, todos os dias, os trabalhos mais severos e com eles fazem o bailado da vida.

Rui Caria colabora com diversos órgãos de imprensa e agências de comunicação nacionais e internacionais. O seu trabalho fotográfico é reconhecido por editores das mais diversas publicações. Vencedor e finalista de diversos concursos mundiais, tem fotografias e artigos publicados em vários livros e na imprensa nacional e internacional.

Rui Caria foi distinguido com a Câmara de Prata da Federação Europeia de Fotógrafos, na categoria de fotojornalismo, na competição de Fotógrafo Europeu do Ano de 2016. Em 2019 venceu o primeiro prémio do Sony World Photography Awards, National Awards.Rui Caria mostra “Mulheres da Terra” no Porto
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar

      Foz do Arelho - Aluger Apartamento T1, completamente equipado, perto da paia.
      Casa de Férias - Nazaré Casa T2, a 50m da praia, para férias no mês de Agosto.
      Albifeira - TimeShare Apartamento com vista para o mar em regime de timeshare.
      CLASSIFICADOS XTUDO.PT
      Turismo de Coruche

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]