Login  Recuperar
Password
  8 de Agosto de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Nazaré
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Relação revoga sentença para Nazaré Qualifica reintegrar trabalhadores

Seis trabalhadores despedidos em 2016 pela empresa municipal Nazaré Qualifica viram o Tribunal da Relação de Coimbra revogar uma decisão do Tribunal de Leiria que obrigava à sua reintegração (dezembro de 2019).

09-07-2020 | JL

De acordo com a agência Lusa, no acórdão que vem dar razão à empresa, os juízes consideram "procedente" o recurso interposto pela empresa Nazaré Qualifica.
Dois juristas, uma arquiteta paisagista, um bibliotecário, uma assistente operacional e um funcionário contador da água estão na base deste processo, que já contou com 11 membros que viram o seu contrato de trabalho não renovado, em 2014.
Do total de 19 trabalhadores nesta situação, só quatro (três auxiliares e um motorista) foram reintegrados, tendo os restantes 15 permanecido, durante um período, em casa, a receber ordenados.
A Câmara da Nazaré aprovaria, em 2016, uma proposta da empresa Nazaré Qualifica para o despedimento coletivo dos 15 trabalhadores, o que veio a acontecer em outubro desse ano, dando origem a novas ações no Tribunal de Trabalho e no Tribunal Judicial de Leiria.
Ao longo dos processos, alguns trabalhadores desistiram das ações e outros chegaram a acordo com a empresa, acabando por se manter na contenda apenas os seis trabalhadores a que o Tribunal de Leiria reconheceu a ilicitude do despedimento, ordenando a sua reintegração e o pagamento dos ordenados e subsídios devidos desde a data do despedimento.
A Nazaré Qualifica recorreu da sentença, que o Tribunal da Relação de Coimbra veio agora revogar, considerando que, face ao decréscimo dos resultados líquidos da empresa, afigura-se "gestionariamente lícito, e até recomendável", que a mesma "tenha tomado medidas tendentes a repor o seu equilíbrio económico-financeiro e a salvaguardar a sua sustentabilidade futura", designadamente "medidas de redução de custos com o trabalho subordinado, com recurso, se necessário, ao despedimento coletivo".
A agência Lusa avança que os trabalhadores em causa admitem recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça, adiantando estar a avaliar a "argumentação jurídica do recurso" e "os custos judiciais associados", uma vez que a situação que se arrasta desde 2014 "tem provocado nas finanças dos trabalhadores envolvidos uma pressão avultada".
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar

      Foz do Arelho - Aluger Apartamento T1, completamente equipado, perto da paia.
      Casa de Férias - Nazaré Casa T2, a 50m da praia, para férias no mês de Agosto.
      Albifeira - TimeShare Apartamento com vista para o mar em regime de timeshare.
      CLASSIFICADOS XTUDO.PT
      Turismo de Coruche

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]